Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

Fendas Labial e/ou Palatina: introdução dos alimentos sólidos

 

                  

 

      Olá amigos!

      Desta vez falamos sobre a alimentação, nomeadamente da introdução dos alimentos sólidos na alimentação dos bebés com fendas.

      Como já referi noutros posts, o Duarte só tomou leite materno nas primeiras duas semanas... o leitinho da mamã que lhe consegui dar foi tirado através de uma bombinha manual pois ele não mamava! Os primeiros dias do Duarte foram muito penosos para mim e fui perdendo o leitinho que tinha em abundância - acabei por perdê-lo totalmente aquando do susto que apanhei ao nono dia de vida do Duarte, dia em que ele foi internado por engasgamento - sufocou nos meus braços ao ponto de eu julgar tê-lo perdido! Não sei se vos aconteceu, mamãs, mas o Duarte repetiu este episódio várias vezes (embora com menos gravidade que nesse dia) nos primeiros meses de vida. Acontecia, sobretudo, quando bolçava, o leitinho saía pelo nariz e ele não conseguia respirar. Com o passar dos meses e à medida que o Duarte se habituava à sua condição, estas situações foram diminuindo - acredito que eles se adaptam e aprendem a controlar estes momentos...

      É exactamente dessa forma, criando defesas, truques até, que estes bebés vão conseguindo responder de forma positiva às novas situações, como o início das sopinhas e/ou das papinhas. O Duarte iniciou a papinha bastante cedo - pouco depois dos quatro meses - aceitou muito bem os novos sabores e texturas, apesar de se atrapalhar um pouco com a colher...

      O mais dramático, por estes dias foi mesmo habituarmo-nos ao facto de parte da comida que entrava pela boca, voltar a sair logo de seguida pelo nariz. Era frequente o Duarte espirrar ou tossir fortemente na hora da refeição e lá vinha tudo para fora deixando-o, muitas vezes, sem ar. Estes momentos para quem, como nós, não fazia a mínima ideia que isto poderia acontecer, foram bastante difíceis... Cá em casa só eu o conseguia alimentar, os meus familiares tinham muito receio de o fazer! Na escolinha só uma das auxiliares lhe conseguia dar a papinha... Acabamos por nos habituar, principalmente o bebé consegue contornar esses episódios, recorrendo a um determinado tipo de tosse para desobstruir... e logo, logo: boquita aberta para mais - acho que me custava mais a mim do que propriamente a ele!

      O meu conselho nestes momentos: muita serenidade, não alarmar o bebé... para ele esta situação é normal, nunca experimentou outra! Nós pais é que teimamos muitas vezes em entrar em pânico quando até o próprio bebé vive a situação com total naturalidade (claro que no momento não é tão fácil, eu própria passei por situações de desespero... só agora, visto a esta distância, consigo perceber que poderia ter tido mais calma!).

.

.

                 *        *        *        *        *        *        *

.

Maria (18 Dez.):

 

  Olá,
Nem imaginam como me senti ao identificar-me com a experiencia da cris! Embora o Luis não tenha tido problemas ao nivel de engasgamentos, tivemos apenas uma ou outra situação (como a do pão que lhe demos aos bocadinhos e que fez um tampão no ceu da boca!!! depois para tirar foi um problema, alias costumo dizer na brincadeira - PÃO SÓ AOS 18 ANOS!
Foi muito complicado a introdução da papa e sopinha! o Luis começou tarde por causa da 1ª cirurgia aos 5 meses. Só depois desta situação é que começámos com a colher, mas não correu bem! entrava pela boquinha e saía pelo nariz, espirrava e já não queria comer mais! por isso foi dificil o seu aumento de peso. Desesperados experimentámos a sopinha e papa no biberon com um buraco maior e resultou, a tetina tapava a fenda e ele foi ganhando confiança e aumentando o peso. Entretanto faziamos tentativas mas só conseguimos com a colher um pouco antes da sua entrada na creche por volta dos 9 meses!
Foi um periodo de desesperos! é bem verdade, poderia ter tido, tambem eu, mais calma...
O Luis come as suas sopas (legumes, carne e peixe)bem trituradas e não muito sólidas para não empapar na boca. Tentamos introduzir pedacinhos de alimentos que ele adora mastigar mas as vezes corre mal! esperemos que com a proxima cirurgia ao palato duro ele possa finalmente saborear e aproveitar a comida normalmente.

Muitos Beijinhos

.

.
Sobre introdução dos alimentos sólidos:

      http://www.bebegold.com.pt/na_dynamic_page.asp?menu_id=130&menu_item_id=1

      http://www.milupa.pt/4_62.html

      http://guiadobebe.uol.com.br/receitas/index.htm

publicado por Cris às 23:04
link do post | comentar | favorito
19 comentários:
De me a 18 de Dezembro de 2007 às 11:37
Cris, quero deixar-te um beijinho e dizer-te que acho muito bonito e importante partilhares a tua experiência.
Felizmente os meus filhos nasceram saudáveis, mas tenho a certeza de que estarás a ajudar outros com o mesmo problema.
Em relação ao engasgar também apanhei uns valentes sustos com a minha filhota que tinha uma obstrução algures no canal lacrimal/nariz e que chegaram a levar-me às urgências a meio da noite. É um susto que não conseguimos esquecer... abaná-los e eles parecem que já lá não estão, parecem uns bonecos de trapo!
Beijokinhas
De Cris a 18 de Dezembro de 2007 às 12:39
Olá mamie!
É verdade, o desespero dos engasgamentos só se compreende quando se passa por lá! Estes episódios vão ficando distantes no tempo mas não na memória! Ainda custa recordar! Felizmente tudo está bem - é o que interessa!

Beijinhos
De Maria Henriques a 18 de Dezembro de 2007 às 11:59
Olá,
Nem imaginam como me senti ao identificar-me com a experiencia da cris! Embora o Luis não tenha tido problemas ao nivel de engasgamentos, tivemos apenas uma ou outra situação (como a do pão que lhe demos aos bocadinhos e que fez um tampão no ceu da boca!!! depois para tirar foi um problema, alias costumo dizer na brincadeira - PÃO SÓ AOS 18 ANOS!
Foi muito complicado a introdução da papa e sopinha! o Luis começou tarde por causa da 1ª cirurgia aos 5 meses. Só depois desta situação é que começámos com a colher, mas não correu bem! entrava pela boquinha e saía pelo nariz, espirrava e já não queria comer mais! por isso foi dificil o seu aumento de peso. Desesperados experimentámos a sopinha e papa no biberon com um buraco maior e resultou, a tetina tapava a fenda e ele foi ganhando confiança e aumentando o peso. Entretanto faziamos tentativas mas só conseguimos com a colher um pouco antes da sua entrada na creche por volta dos 9 meses!
Foi um periodo de desesperos! é bem verdade, poderia ter tido, tambem eu, mais calma...
O Luis come as suas sopas (legumes, carne e peixe)bem trituradas e não muito sólidas para não empapar na boca. Tentamos introduzir pedacinhos de alimentos que ele adora mastigar mas as vezes corre mal! esperemos que com a proxima cirurgia ao palato duro ele possa finalmente saborear e aproveitar a comida normalmente.
Muitos Beijinhos
De Cris a 18 de Dezembro de 2007 às 12:45
Olá Maria!
Felizmente o Duarte nunca rejeitou a comida mesmo depois de se engasgar... por isso o peso não chegou a ser motivo de preocupação, mas acredito que depois destes episódios os bebés não queiram repetir a "dose"!...
É precisa muita calma, algo que no momento nem sempre está por perto! Acima de tudo é preciso muito amor e isso eles têm com toda a certeza!

Muito obrigada pela tua partilha!

Beijinhos
De Maria Henriques a 18 de Dezembro de 2007 às 14:29


TODO O AMOR DO MUNDO!!!
De Andreia do Flautim a 18 de Dezembro de 2007 às 18:41
Realmente quem não está habituado bem que entra em pânico!
De sissi a 18 de Dezembro de 2007 às 20:08
Minha querida tenho andada afastada.....Ando numa andança de mudança de escritório e com obras por concluir no escritorio e os prazos a apertar. Tenho andado também por Lisboa na Casa Indigo, e em casa a por em prática o curso, para em Fevereiro tirar o II nivel e em Abril o III, para depois tirar o curso de Terapeutas....Tem restado pouco tempo....Vejo que tens feito um excelente trabalho, força porque o meu projecto (lembras-te) está a sair do papel. Penso que depois do curso de terapeutas, poderá que consiga cá uma delegação da casa indigo!!! Depois vamos ver se conseguimos fazer algo pela associação dos bébés com Fendas é um convite......Recebeste a minha msg???O Tomás não vai fazer terapia este ano, vai reavaliar para o ano. Começou a tomar Florais de Bach e nem imaginas o que melhorou na fala.Tem imenso vocabulário, já constroi frases, andamos de dia para dia pasmados com a evolução dele...Temos de conversar quando o tal cházito a duas para falarmos á vontade???bjs muito grandes com amizade.
De sissi a 18 de Dezembro de 2007 às 20:08
Minha querida tenho andada afastada.....Ando numa andança de mudança de escritório e com obras por concluir no escritorio e os prazos a apertar. Tenho andado também por Lisboa na Casa Indigo, e em casa a por em prática o curso, para em Fevereiro tirar o II nivel e em Abril o III, para depois tirar o curso de Terapeutas....Tem restado pouco tempo....Vejo que tens feito um excelente trabalho, força porque o meu projecto (lembras-te) está a sair do papel. Penso que depois do curso de terapeutas, poderá que consiga cá uma delegação da casa indigo!!! Depois vamos ver se conseguimos fazer algo pela associação dos bébés com Fendas é um convite......Recebeste a minha msg???O Tomás não vai fazer terapia este ano, vai reavaliar para o ano. Começou a tomar Florais de Bach e nem imaginas o que melhorou na fala.Tem imenso vocabulário, já constroi frases, andamos de dia para dia pasmados com a evolução dele...Temos de conversar quando o tal cházito a duas para falarmos á vontade???bjs muito grandes com amizade.
De Estrela do Mar a 19 de Dezembro de 2007 às 23:39
...amiga, passei para te dar as Boas Festas....


Beijinhosssssss
De Carolina a 12 de Janeiro de 2009 às 14:00
Olá!
Sou professora de berçário e neste ano de 2008 vou receber um bebê com fenda palatina, já sei que é bem pequena e a família só vai operá-lo com 1 ano, se não engano ele tem 8 meses, por isso resolvi pesquisar, ler um pouco sobre o assunto, estou preocupada com a alimentação e a fala. se puderem me ajudem com dicas na alimentação sólida e na estimulação da fala. Obrigada, Carol
De Mafalda a 6 de Maio de 2009 às 11:43
Olá o meu bebe tem agora 19 meses e por incrível que pareça á cerca de três meses descobriram que em vez de uma úvula ele tinha duas, mas não ficamos por aqui pois o mês passado quando deu entrada pela 1ª vez nas urgências do Estefânia o médico ficou pasmo quando reparou que o bebe tinha a fenda palatina aberta. Perguntou se eu tinha conhecimento, como é óbvio eu fiquei parva com a situação até lá nunca tinha ouvido tal nem sabia o que era uma fenda palatina. Reencaminhou-me para uma consulta de cirurgia plástica que decorreu ontem. A operação ficou marcada para dia 2 de Setembro.
A verdade é que quando o meu bebe nasceu e ainda no hospital por várias vezes ele vulsava o leitinho todo pelo nariz eu cheguei a perguntar se era normal e foi-me dito que sim. Já em casa durante os primeiros meses o meu bebe vulsava constantemente o leite que ingeria falei á pediatra e ela disse-me ser normal (a pediatra que o seguia desde que nasceu nunca reparou na fenda aberta). Contudo acho que ele próprio aprendeu a viver e a contornar o seu problema pois come papa, sopas, pão e todo o tipo de comida sólida sem problemas.
Tenho algum receio quanto á operação pois não sei quais os riscos da mesma visto ele já ter 19 meses.
Cumprimentos a todos,
Aproveito para felicitar o/s autores deste blog
De Cris a 6 de Maio de 2009 às 23:24
Olá Mafalda

É realmente estranho que não tenham detectado a fenda antes, mas julgo que não é tarde para a cirurgia. De qualquer forma aconselho-te a colocares o teu caso à consideração do Dr Bessa que podes contactar através do site da Associação dos Amigos das Crianças com Fendas que encontras na minha lista de links aqui ao lado. Ele saberá, com certeza aconselhar-te!

Espero ter ajudado
Beijinhos
De josianisezini a 25 de Abril de 2012 às 02:19
olá ! sou novata a minha filha tem fenda palatina e estou com muita dificuldade para ela se alimentar?
De Sonia Vieira a 18 de Setembro de 2012 às 13:28
Olá! tenho um filho que nasceu com fenda palatina, bem alimenta-lo foi um pouco complicado, mais logo pegamos o jeito, ele usou a prótese com 5 dias de vida e isso facilitou bastante, não mamou no peito mas pegou a mamadeira com bico normal e sem aumentar o furo aos poucos, mesmo com a prótese o alimento volta um pouco pelo nariz é normal para as crianças com fenda, com 4 meses começou as papinhas de frutas e depois as salgadas, nunca dei chupeta, pois sabia que teria que tirar depois da cirurgia.
Uma dica não se sintam culpadas e não tenha pena e nunca falem coitadinhos, isso atrapalha o desenvolvimento.
De daniela a 4 de Janeiro de 2013 às 01:46
oi

Comentar post

.mais sobre mim

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Regresso ao ativo...

. O tempo voa...

. Por aqui...

. Mais uma estrelinha brilh...

. Dizem...

. "Vestido" novo ;)

. Uff...

. o que é o sindrome de ASP...

. Brrrrrr....

. Há sempre...

.Leitura do momento...

Diz-me Quem Sou

.links

.pesquisar

 

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags