Quarta-feira, 4 de Julho de 2007

Educar é ensinar a voar...

 

     

.

 

     "Os filhos são flechas que lançamos ao mundo" (Kalil Gibran)

 

      O Nuno quer desistir do Judo! Começou com muito entusiasmo... queria ir todos os dias! Entretanto o entusiasmo foi diminuindo e ultimamente ia aos treinos com grande sacrifício e desalento! Pediu-me várias vezes para desistir, ou porque o coleguinha lhe bateu, ou porque queria ficar em casa, ou porque... No meu sentir de mãe percebi que aquilo que o perturbava eram as características desta modalidade: não o factor regra e disciplina, mas a vertente agressiva que este desporto implica. O meu filhote é uma criança muito sensível, bastante calma e pouco dada a actos violentos. Sinto que é isso que o incomoda!!

      Ao longo dos últimos meses tentei persuadi-lo a continuar, pretendia que ele aprendesse que a vida está cheia de obstáculos (o pontapé do coleguinha é um exemplo!) e que ele deve esforçar-se por ultrapassá-los, reagir e não desistir à primeira dificuldade! Ele fez um esforço, um esforço enorme para o seu coraçãozito de criança, mas a tristeza, o sofrimento que o apertava nestes últimos dias fez-me ceder e apoiá-lo neste "baixar de braços"!!

      Educar é realmente difícil! Mas além de "ensinar a pescar" não é nosso dever, igualmente, apoiar, apoiar, acima de tudo amar?!

 

A propósito, diz Eugénia Puebla no seu livro "Educar com o coração":

    «Responda-lhe, não o instrua.
    Proteja-o, não o cubra.
    Ajude-o, não o substitua.
    Abrigue-o, não o esconda.
    Ame-o, não o idolatre.
    Acompanhe-o, não o leve.
    Mostre-lhe o perigo, não o atemorize.
    Inclua-o, não o isole.
    Alimente as suas esperanças, não as descarte.
    Não exija que seja o melhor, peça para ser bom e dê o exemplo.
    Não o mime em demasia, rodeie-o de amor.
    Não o mande estudar, prepare-lhe um clima de estudo.
    Não construa um castelo para ele, vivam todos com naturalidade.
    Não o ensine a ser, seja você como quer que ele seja.
    Não lhe dedique a vida, vivam todos cada um a sua.
    Lembre-se de que seu filho não o escuta, ele OLHA para si.
    E, finalmente, quando a gaiola do canário se quebrar, não compre outra...
    Ensine-o a viver sem portas!»
                                        in Educar com o coração de Eugénia Puebla

tags:
publicado por Cris às 23:36
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De KIKIAI a 5 de Julho de 2007 às 08:23
Muito bom este texto...quanto ao judo, já lhe perguntaste se há alguma coisa que ele gostasse de fazer para substituir? É bom ter esse tipo de ocupação.

bjinhos
De Milena a 5 de Julho de 2007 às 15:52
Olá boa tarde
Ao ler este post, revi-me com o meu filho.
Ele também tem abandonado diversas actividades por não saber lidar com as frustações.
1º foi a natação aos 3 anos, começou muito entusiasmado, depois só arranjava desculpas para não ir.
Mais tarde a vela, gostava, mas quando era o dia das regatas, nunca queria ir, ou ía mas não queria participar. Incentivei-o para ir para o karaté, começou bem passado 3/4 meses já não quis mais, alegando que os outros davam com mais força. Por ultimo o futsal, que ele adorava jogar mas para o fim porque o treinador talvez por ter melhores só o metia a jogar pouco tempo e ele em vez de se esforçar para dar mais simplesmente desiste.
Eu fico muito triste, não o quero obrigar, mas vejo que ele luta pouco pelos objectivos vai logo pela porta mais fácil.
É uma criança hiperactiva muito desmotivada, começa tudo com grande entusiasmado, e mais tarde passa...
De HelloCatia a 5 de Julho de 2007 às 17:20
oiiiiiiiii

o texto esta muito giro...
gostei muito!!!

Beijinhos grandes
De Andreia do Flautim a 6 de Julho de 2007 às 16:11
Se calhar já não se sente à vontade lá!
De Lili a 6 de Julho de 2007 às 22:20
Olá Cris ,
Obrigá-lo a ir é pior do que aceitar a sua desistência. Acho que estiveste bem, de facto, apoiar é tão importante como amar.
Ele vai querer outra ocupação e talvez outra, mas vai seleccionando os seus interesses e é uma forma de ir conhecendo o mundo e a ele próprio.
É um menino lindo, um amor. ( E ainda só quer brincar, simplesmente isso).
Beijos gordos.
De Professorinha a 6 de Julho de 2007 às 23:55
Se ele tentou mesmo e mesmo assim não conseguiu ganhar entusiasmo talvez seja mesmo a solução ele sair... É que andar contrariado não pode ser... Pode ser que ele mais tarde tenha saudades e queira voltar. Às vezes acontece!

Beijinhos
De Rosarinho a 21 de Janeiro de 2010 às 22:31
Muito bom o seu blog. Convido a conhecer o meu
www.continuobuscando.blogspot.com
bjs
Rosarinho

Comentar post

.mais sobre mim

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Regresso ao ativo...

. O tempo voa...

. Por aqui...

. Mais uma estrelinha brilh...

. Dizem...

. "Vestido" novo ;)

. Uff...

. o que é o sindrome de ASP...

. Brrrrrr....

. Há sempre...

.Leitura do momento...

Diz-me Quem Sou

.links

.pesquisar

 

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags